Libertação do quê?

Atualizado: 14 de mai.

Muitos já têm lido e ouvido a minha opinião crítica acerca do uso do foam roller como percursor de "libertação" miofascial (LMF). No entanto, tenho continuado a pesquisar (ciência - não nos livros nem dvds de métodos) e mais investigação tem sido feita. Assim, partilho um pouco mais:


Primeiro, é deveras importante percebermos que os efeitos da LMF (com ou sem rolo) estão pouco estudados e que os gurus da fáscia, quando dizem que "este tecido e técnica estão estudados", suportam-se essencialmente em artigos de opinião e/ou livros de outros gurus com nome internacional. A verdade é que a ciência ainda sabe muito pouco acerca deste tecido - apesar da sua complexidade e importância serem inequívocas, ainda há pouca informação sobre a sua estrutura e função (Bordoni, 2014). Aliás, os autores referem que "antes de nos familiarizarmos com um método, devemos conhecer a estrutura e função do tecido que carece tratamento" (Bordoni, 2015). Ora, as técnicas já datam de algumas décadas, mas a informação sobre a anatomia e fisiologia da fáscia ainda é escassa. Estamos às escuras...


Sabe-se que a fáscia tudo l